Federação das Indústrias e Universidade Federal firmam acordo para transferência tecnológica | Maranhão Hoje

Federação das Indústrias e Universidade Federal firmam acordo para transferência tecnológica

Cooperação será em diversas áreas do conhecimento 

O presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldezs, e o reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Natalino Salgado, assinaram, segunda-feira, 20, protocolo de intenções que reforça a proposta de desenvolvimento de projetos que beneficiam a comunidade acadêmica da UFMA, a indústria e a população maranhense, em relação direta com o ensino, pesquisa, extensão e transferência de tecnologias, além de celebrar a união entre as partes.

Pelo acordo, há um desejo comum das duas instituições em cooperar em programas que tenham enfoque multidisciplinar e profissional. Nesse sentido, o objetivo do Protocolo é o de estabelecer um quadro de cooperação entre as entidades para o desenvolvimento de projetos nos campos das ciências das engenharias, ciências exatas, da computação, da saúde, da criatividade, inovação tecnológica e social, além de suas correspondentes aplicações industriais e científicas.

Edilson Baldez ressaltou a importância da ação e falou em nome das entidades que compõe o Sistema. “Para nós, assumir esse compromisso de desenvolvimento de várias ações junto à UFMA, representa a nossa participação e envolvimento no crescimento econômico e social do Maranhão.”

Na celebração do acordo, Fábio Nahuz (Sinduscon), Raimundo Arruda (Senai), João Batista Rodrigues (Fiema), Michele Frota (IEL), Fernando Carvalho (UFMA), Edilson Baldez, Natalino Salgado, Pedro Robson Holanda (Fiema) e André Santos (Fapema)

Conhecimento – Natalino Salgado fez uma explanação sobre a grandeza da diversidade das ciências e da produção de conhecimento que a universidade possui por meio de um projeto de pesquisa em Alcântara que estuda a produção de nano satélites com o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e de projetos com cursos de capacitação que trabalham a inteligência artificial, línguas e cursos voltados para o profissional de turismo.

“São tantas ações que a universidade tem, que ela precisa dessa relação muito forte com essa inovação tecnológica trazida pela FIEMA. Esse conhecimento vai para a geração de empregos. Em parceria com a Federação, disponibilizando a nossa capacidade em diversas áreas, podemos contribuir com o aproveitamento do potencial do Maranhão, por exemplo, com os Cursos de Ciências do Mar, que podem melhorar a produção e a industrialização da pesca e derivados no estado.”

Presente ao encontro, o presidente da Fapema, André Santos, disse que o entendimento entre UFMA e Fiema representa uma forte aliança com o setor produtivo do Estado.

“A gente sabe que este protocolo é o início de grandes parcerias e a Fapema também se disponibiliza com a pesquisa aplicada que pode beneficiar não só a FIEMA, mas todo o sistema e sindicatos filiados. A gente vê como uma ação importante e que ajudará o Maranhão a melhorar no cenário nacional com essa ação estratégica.”

Admin