São José atinge marca de 200 mil empregos com carteira assinada

José Roberto Amaral


Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

O número de pessoas empregadas com carteira assinada em São José dos Campos chegou à marca histórica de 200.642 trabalhadores em fevereiro deste ano.

O crescimento no estoque de empregos formais no município vem sendo registrado de forma crescente e contínua desde 2021, logo após o período da pandemia de Covid-19.

Comparado a dezembro daquele ano, o crescimento foi de 11%. São José registrou à época estoque de 181.867 empregos com carteira assinada.

No final de 2022, o vínculo empregatício ativo saltou para 190.741 trabalhadores e foi a 197.694 empregados em dezembro do ano passado. O número altamente positivo de saldo de empregos nos dois primeiros meses de 2024 – 2.948 postos de trabalho – foi fundamental para se atingir o patamar atual.

Os dados são da última atualização do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados na semana passada pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Economia aquecida

O crescimento do estoque de trabalhadores registrados tem relação direta com a recuperação econômica de São José e o bom desempenho conquistado na geração de empregos no pós-pandemia.

De acordo com técnicos do Departamento de Apoio e Qualificação ao Trabalhador, entre os motivos para a aumento do estoque de empregados, está o aquecimento uniforme da atividade econômica em São José, com a expansão do setor de serviços e comércio, lançamento de novos empreendimentos imobiliários e a reposição de trabalhadores na indústria.

O investimento em cursos de qualificação com a geração no ano passado de 35 mil vagas gratuitas também tem sido importante na recolocação profissional na cidade.

Perfil

De acordo com as informações do Caged, o setor de serviços é a atividade econômica que mais gera empregos em São José dos Campos, concentrando mais da metade do estoque dos postos de trabalho formais atualmente.

São 107.138 (53,3%) pessoas com registro em carteira no setor. Logo depois vem o comércio, que emprega atualmente 43.777 (21,8%) trabalhadores com carteira assinada.

A indústria possui 38.240 (19%) pessoas empregadas formalmente, seguida pela construção com 10.879 (5,4%) registros ativos. O setor agro emprega 608 pessoas com carteira assinada no município.


MAIS NOTÍCIAS

Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico