Recém-nascido entubado é resgatado pelo helicóptero Águia no Rio Grande do Sul





Profissionais que estão ajudando vítimas das chuvas também auxiliaram outras cinco pessoas



Um bebê foi salvo pelos profissionais que atuam no helicóptero Águia da Polícia Militar no Rio Grande do Sul na quarta-feira (8). Os militares realizaram a remoção da criança de um hospital em Sapucaia do Sul para Porto Alegre, capital do estado.

A aeronave fez o transporte do bebê em uma incubadora. Enfermeiros do Samu deram o apoio para fazer o deslocamento do recém-nascido até o helicóptero. Por causa da gravidade e sensibilidade do caso, foi fundamental a utilização do Águia 33, que conta com a UTI aeromédica, para remoção do bebê entubado.

Esse foi mais um resgate realizado pelos profissionais paulistas que estão no sul do país ajudando as vítimas das chuvas.

O Águia 33 está no Rio Grande do Sul desde o último sábado (4) para ajudar na remoção e resgate de pessoas em situação de risco devido aos temporais que atingiram o estado. A aeronave funciona como uma “UTI aérea”, já que possui vários equipamentos hospitalares e até itens para realização de intervenções cirúrgicas.

Outros socorros

Ainda na quarta (8), os policiais também resgataram mais cinco pessoas que precisavam de ajuda médica no estado. Um homem que não podia se locomover por estar com uma perna machucada foi retirado do local pelo helicóptero Águia, e uma paciente que estava internada foi transferida para receber atendimento em outro hospital, em Porto Alegre.

O major do Comando de Aviação da PM Joscilênio Fernandes estava pela região quando a equipe foi chamada para o resgate de uma família, em que o pai havia machucado a perna ao ajudar a retirar outras pessoas da área de risco. A área era aberta, e os policiais conseguiram retirar as quatro pessoas em segurança. “Ser capacitado para ajudar o próximo não tem preço”, disse.

Em outra ação em que o Águia foi acionado, o helicóptero ajudou no transporte de uma paciente que estava internada com infarto agudo do miocárdio. A mulher precisou receber atendimento em outra unidade e foi levada de aeronave até o hospital em Porto Alegre.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap